quinta-feira, 3 de agosto de 2017

PREGAÇÕES, COMO ESTÃO NAS IGREJAS HOJE? É REAL O SENTIMENTO QUE A QUALIDADE DAS MESMAS DEIXAM A DESEJAR? COMO BÔNUS ASSISTA UMA PREGAÇÃO DE DÉCADAS ATRÁS REALMENTE BÍBLICA E IMPACTANTE! NÃO DEIXE DE ASSISTI-LA E OUVI-LA!!

De algumas décadas para cá, há um sentimento mais ou menos recorrente de que a qualidade das pregações têm deixado a desejar,

isso corresponde a verdade ou não?


Qualidade de pregações, mais tempo  dedicado ao estudo da Bíblia, como reuniões destinadas ao chamado Estudo Bíblico ( as igrejas batistas e outras tinham tradicionalmente um dia na semana, uma noite, na minha igreja era sempre as quintas-feiras ), maior frequência às chamadas Escolas Dominicais, etc, tem sido uma crítica dos tradicionais aos grupos pentecostais e neo pentecostais, por se tratar, a olhos vistos, por complexas razões sócio-econômicas a única crítica plausível por parte de igrejas protestantes tradicionais como batistas, metodistas e presbiterianos, a esses grupos e igrejas mais novas.

Tem-se afirmado esse tipo de crítica como forma de avanço e argumento por parte de calvinistas, cujo, aparentemente, primeiro interesse é mostrar que estão certos biblicamente enquanto o arminianismo, segundo eles está errado. Ou seja o calvinismo só se sustenta e até avança entre os crentes protestantes ou evangélicos ao demonstrar a aparente fragilidade teológica e bíblica dos não-calvinistas.

Entretanto essa reivindicação de que só eles, ou certos grupos, detêm um melhor conhecimento bíblico e consequentemente, por resultado direto, uma melhor pregação e mensagem mais eficiente e verdadeira, não é novidade e nem uma particularidade dos calvinistas. Em certos períodos da história da igreja e do cristianismos contemporâneo, grupos paraprotestantes têm igualmente reivindicado e usado dessa estratégia para conseguir novos adeptos, simpatizantes e prosélitos, como as Testemunhas de Jeová, Mórmons e Adventistas do Sétimo Dia. Igualmente os unitaristas, como membros da Igreja Voz da Verdade, trilham o mesmo caminho.

Mas é verdadeira a constatação de que as pregações decaíram de qualidade ou não?

Se é verdade que há uma relação entre a formação escolar secular, formação teológica e treinamento objetivo tem uma influencia direta na qualidade do ensino e da pregação ( pregação também é ensino ) não é a única garantia de uma pregação ou ensino ideal, por um motivo que precede a essas habilidades, que é exatamente a personalidade do pregador.

Geralmente pregadores com muita formação teológica, conhecimento de línguas originais da Bíblia, história do cristianismo, pecam pelo exagero, priorizando o profundo conhecimento teológico e denominacional que possuem. Mesmo que éticamente e emocionalmente não pequem pelo exagero de constantemente estarem exibindo seu talento e capacidade intelectual e até oral, podem concentrar seus esforços no ensino, que não é de fato o objetivo de uma pregação, principalmente quando feita a um público aberto em que haja sempre e muitas vezes muitas pessoas que não conheçam a igreja, a Bíblia, e que estejam desejosas de ouvirem uma mensagem que venham de encontro as suas urgentes necessidades e demandas pessoais.

Pregadores muito cultos, muito apaixonados e e persistentes em confirmar sua linha teológica que quase sempre e mais vezes se dá mais por simpatia inconsciente que por alguma constatação  e prova de verdade, são muito presunçosos e autoconvencidos ( o que é diametralmente oposto de fé genuína ) desprezando os fatos, a realidade priorizando as suas próprias opiniões e particularidade denominacional.

Por outro lado pregadores com menos bagagem teológica e educacional podem pecar, por uma objetividade mais dura, serem muito diretos, cometerem erros interpretativos ( o  que é diferente de uma posição teológica ) e preencherem lacunas com opiniões extemporâneas com pouca ou nenhuma base bíblica. 

Finalmente vale a constatação de que todos erramos e que erros e acertos trazem alguma consequência, quase sempre indesejável ou pior incontrolável: uma pregação, qualquer que seja, trará alguma consequência, boa ou ruim. Outro fato é que hoje com o implemento e desenvolvimento das redes sociais tornando pública cada declaração que sofrerá análise e crítica não só dos membros da igreja local mas será vista por crentes de outras igrejas, cristãos de outras denominações e igrejas, por defensores de correntes teológicas diversas e por ativistas de diversos ativismos que será objeto de desconstrução da mensagem do Evangelho pregada a todos.

Notadamente, até pela existência de uma mídia das igrejas ( rádios, portais, emissoras de TV, revistas, jornais, livros, blogs, redes sociais ) e de fora das igrejas, a preocupação em se ter uma boa propaganda, em ser simpático, palatável e o risco de processos, debates e resistência por parte do mundo e da mídia secular, têm feito reféns esses pregadores que no caso do uso e difusão de imagens, áudio visuais ou apenas imagens, pregadores aparecem vestidos na moda, maquiados, fotografando da melhor forma, aparentemente mais preocupados como as pessoas os verão.

Eu pessoalmente, depois de mais de quarenta anos ouvindo todo tipo de pregadores e pregações, e isso é uma simples opinião pessoal, que  não deve ser tomada como única verdade, eu que sempre dei valor mais às pregações que outra qualquer coisa nos cultos, mesmo comparada à música, algo que sempre apreciei e agora nem tanto, acho que tanto por parte de pregadores mais preparados como parece óbvio esperar dos mais simplórios, as pregações em geral estão muito ruins!!!

O pastor titular da minha igreja, igreja Batista de Lagoinha, pastor Márcio Valadão, é e sempre foi um pregador cuidadoso, exemplar e meticuloso em suas pregações, simples, objetivas, aplicáveis, pedagogicamente exemplares e didáticas; nunca intencionalmente usadas como autopromoção ou feitas com algum grau de pedantismo. A mesma qualidade de pregação aprendida, treinada e pregada por tantos outros pastores batistas aqui pelas bandas da cidade de Belo Horizonte, alguns deles já falecidos.

O mesmo, infelizmente não se pode dizer das gerações de pastores mais jovens da mesma igreja, que não diferem apenas por serem mais jovens, de outra geração e com uma natural tendência a serem melhor absorvidos.Não é também somente pelo vocabulário mais ágil, menos rebuscado, aparentemente mais direto, ou pelo maneirismo e indumentária joviais, sempre vestidos "mutantemente" com os cortes de cabelo, agora também barbas e bigodes tão bem vistos pelas gerações mais jovens e atuais. Mas é clara sim, portanto um perceptível sentimento de que "não está mais tão bom", ou "que poderia ser melhor", sinalizando que ou sobra alguma coisa inútil e que falta "algo mais"!

E isso, essa fata de não sei o quê, é algo cada vez mais perceptível em todas as denominações. Parece que por crescerem o número de pregadores e púpitos, um amadurecimento desejável, certamente não deve ter acompanhado esses pregadores mais ávidos por serem bem sucedidos e terem seu espaço, que por efetivo impacto espiritual real no Reino de Deus.


Por Helvécio S. Pereira


( continua... escrevi essa parte ainda em meu trabalho, no horário de folga. Em breve a segunda parte! )

SE ESSA PREGAÇÃO NÃO TE SACUDIR NÃO SEI O QUE MAI SPODER Á DE SACUDIR ESPIRITUALMENTE!!




-

Nenhum comentário:

Postar um comentário

POR FAVOR, COMENTE ESSA POSTAGEM, GOSTARÍAMOS DE SABER A SUA OPINIÃO

RECEBA EM SEU E-MAIL POSTAGENS DESSE BLOG AUTOMATICAMENTE

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

AS MAIS LIDAS EM TODO O BLOG

CRIATURAS INCRÍVEIS ASSISTA JÁ!

CRIATURAS INCRÍVEIS ASSISTA JÁ!
TENHA ARGUMENTOS SUSTENTÁVEIS DIANTE DE EVOLUCIONISTAS. VEJA, AGORA MESMO CLICANDO NA IMAGEM ACIMA

EM DESTAQUE! LEIA AS POSTAGENS ABAIXO LINKS CORRIGIDOS!


CONTANDO OS NOSSOS DIAS: O ESCRITOR PORTUGUÊS MAIS ...

08 Dez 2011



O NOVO TESTAMENTO DE JOÃO FERREIRA DE ALMEIDA EM PORTUGUÊS PUBLICADO EM 1681, PELA CIA. DA ÍNDIA ORIENTAL. ATENÇÃO! Link direto do grupo de páginas digitalizadas para downloads e impressas ...

http://contandoosnossosdias.blogspot.com/2011/12/o-escritor-portugues-mais-publicado-no.html



CONTANDO OS NOSSOS DIAS: QUAL O NOME DE DEUS?

22 Out 2010



No Antigo Testamento traduzido por João Ferreira de Almeida e publicado em dois volumes quase sessenta anos após sua morte (1748 e 1753), é empregada a forma JEHOVAH onde no texto hebraico aparece YHVH. Almeida fez isso baseado na tradução espanhola feita por Reina-Valera (1602). ... No Novo Testamento "Senhor" traduz a palavra grega KURIOS, que quer dizer "senhor" ou "dono". Jesus não usou o termo "Jeová." Por exemplo, citando o Antigo ...

http://contandoosnossosdias.blogspot.com/2010/10/qual-o-nome-de-deus.html

HATI... UMA CANÇÃO E UMA AÇÃO EM AJUDA AO PAÍS

BAIXE JÁ ESSE IMPORTANTE LIVRO TEOLÓGICO


Clique no link abaixo e faça o download grátis do livro

O OUTRO LADO DO CALVINISMO



Ou leia o seu prefácio em:

PREFÁCIO DO "OUTRO LADO DO CALVINISMO"

CLIQUE AQUI



ESSAS SÃO AS POSTAGENS MAIS LIDAS NO MÊS! VEJA!

SEJA UM DE NOSSOS SEGUIDORES! INSCREVA-SE!

EM DESTAQUE

OUÇA E ASSISTA O MELHOR DO GOSPEL

OUÇA E ASSISTA O MELHOR DO GOSPEL
CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE UM BLOG COM DISCUSSÕES E INFORMAÇÕES RELEVANTES SOBRE O FENÔMENO DA MÚSICA GOSPEL

RECEBA POR E-MAIL INFORME E POSTAGENS DESSE BLOG

http://mobile.dudamobile.com/site/contandoosnossosdias.blogspot_1#3012

http://mobile.dudamobile.com/site/contandoosnossosdias.blogspot_1#3012
VISITE CONTANDOOSNOSOSDIAS NO SEU CELULAR CLIQUE NA IMAGEM ACIMA

VOCÊ TEM COMPANHIA- VISITANTES ON LINE- VEJA A ABA AO LADO

AGORA VOCÊ PODE ESTUDAR E TRABALHAR EM CASA...VEJA!